0% Completo

Notícias

Enem 2018: pedido de isenção deverá ser feito antes do período da inscrição

26 de março de 2018 - Atualizado em 26 de março de 2018 ás 10:25

Resultado da solicitação sai no dia 23 de abril; mesmo os contemplados precisam se inscrever no período de 7 e 18 de maio.

Os candidatos que têm direito à isenção na taxa de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 precisam fazer uma solicitação entre os dias 2 e 11 de abril. O edital do exame foi publicado nesta quarta-feira (21) no Diário Oficial da União. As provas serão aplicadas nos dias 4 e 11 de novembro.

Todos os interessados em fazer o Enem 2018 deverão fazer a inscrição entre 7 e 18 de maio. Ou seja, a aprovação da solicitação de isenção não significa que o aluno esteja inscrito automaticamente no exame – são necessárias as duas etapas.

Até o ano passado, o pedido de isenção ocorria como última etapa do ato da inscrição. A novidade, em 2018, é que os processos ocorrem separadamente.

Prejuízos

Nas últimas cinco edições do Enem, os candidatos que não compareceram ao local de prova geraram um “desperdício” de R$ 962 milhões ao governo. Só em 2017, foram 2.017.253 ausentes – dentre esses, 83,8% eram isentos (ou seja, não precisaram pagar a taxa de inscrição). O prejuízo trazido nessa última aplicação do exame, consequentemente, foi de R$ 176.590.328,00.

Para diminuir esse gasto, o MEC estabeleceu que aqueles candidatos isentos no passado, que não compareceram à prova e que não justificaram sua ausência, serão obrigados a pagar R$ 82 se quiserem participar do Enem 2018.

Resultado da isenção

O resultado da solicitação de isenção será divulgado no dia 23 de abril. O período de recursos será entre 23 e 29 de abril, quando o interessado terá a oportunidade de apresentar novos documentos. Se o recurso for negado, ainda haverá a opção de fazer a inscrição, em maio, e pagar a taxa de R$ 82.

Têm direito à gratuidade:

  • os alunos que estão cursando o terceiro ano do ensino médio na rede pública;
  • os candidatos que fizeram o Encceja e conseguiram a proficiência suficiente para o diploma nas áreas em que se inscreveram;
  • os alunos que cursaram todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista na rede privada e tenham renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio;
  • os candidatos que declaram estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda;
  • o participante que está inscrito no CadÚnico.

Para todos os casos de solicitação de isenção da taxa, o participante deverá ter documentos que comprovem a condição declarada.

30 minutos a mais

Outra novidade da edição 2018 do Enem é que a prova do segundo domingo, de ciências exatas, terá mais 30 minutos de duração. Os candidatos terão cinco horas para responder as questões de matemática e de ciências da natureza, que incluem química, física e biologia.

No segundo domingo de prova, o tempo total do exame será de 5h – e não mais de 4h30, como no ano passado.

A organização fica da seguinte forma:

  • Primeiro domingo, dia 4 de novembro: ciências humanas e redação – 5h30 de prova
  • Segundo domingo, dia 11 de novembro: ciências da natureza e matemática – 5h de prova (aumento de 30 minutos em relação a 2017)

Veja na íntegra em

g1.com.br