Notícias

Inscrições para bolsas remanescentes do Prouni do 2º semestre são abertas

20 de agosto de 2018 - Atualizado em 20 de agosto de 2018 ás 17:01

Vagas são referentes ao processo regular do 2º semestre de 2018. Programa concede bolsas integrais e parciais em universidade privadas.

As inscrições para concorrer a um novo conjunto de bolsas de estudo do Programa Universidade para Todos (Prouni) podem ser realizadas a partir desta segunda-feira (20). As bolsas oferecidas são remanescentes do processo regular do segundo semestre de 2018 e as inscrições devem ser feitas no site do programa.

Pode concorrer também quem já está matriculado em uma universidade privada. O Ministério da Educação (MEC) tem prazos diferentes para quem já está matriculado e para quem ainda vai tentar uma vaga (confira as datas abaixo).

Segundo dados do MEC, nesta edição são ofertadas 18.070 bolsas integrais e 88.182 parciais de 50%, um total de 106.252. No mesmo período do ano anterior, foram oferecidas 77 mil vagas.

Prazos de inscrição

  • Os candidatos que ainda não estão matriculados em instituição de ensino superior têm até 24 de agosto se inscrever no programa.
  • Quem já está matriculado em universidade privadas, tem até ao dia 28 de setembro para se inscrever.

Sobre o Prouni

O benefício se destina aos estudantes brasileiros sem diploma de curso superior e que tenham realizado alguma edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir da edição de 2010, com nota média igual ou superior a 450 pontos, e que não tenham zerado na redação.

As bolsas integrais são designadas para candidatos com renda per capita de até 1,5 salário mínimo. Já as parciais são direcionadas a candidatos com renda familiar per capita de até três salários mínimos.

Além de ter participado do Enem, o candidato precisa atender a pelo menos um dos seguintes requisitos:

  • ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral.
  • ter alguma deficiência.
  • ser professor da rede pública.
  • estar enquadrado no perfil de renda exigido pelo programa.

Veja na íntegra em

g1.com